sábado, 22 de julho de 2017

Depois de um empate sem graça contra o CAP, o Botafogo vai à Goiânia encarar o lanterna do Brasileirão



Pra cima, FOGO! Mais um jogo fora de casa, mais uma

 decisão no Campeonato Brasileiro! #VamosGanharFogo
O Botafogo encerrou a 15a. rodada do Brasileirão com um empate contra o Atlético Paranaense (0 a 0) na quinta-feira e o resultado dividiu os alvinegros. De um lado ficaram os que consideraram o empate um bom resultado e de outro, os que acharam que a vitória era possível se não fosse a falta de ousadia de Jair.

Confesso que fiquei em cima do muro ao considerar aceitável o resultado tendo em vista as fragrantes dificuldades de adaptação dos alvinegros ao piso da Arena - a bola fica mais viva - e por ter sido um jogo na casa do adversário que vinha de um bom resultado (2 a 2) contra o líder Corinthians, em Itaquera. Por outro lado, concordo que, em certa parte do jogo, um pouco mais de ousadia e precisão nos arremates poderiam ter nos dado a vitória e os benditos três pontos que nos colocaria no G-4.

Como expresso no post de pré-jogo, acreditávamos numa vitória e na consequente permanência no G-6 apesar das dificuldades inerentes à partida (Veja: Depois da boa vitória em casa sobre o Sport, o Botafogo visita o CAP para manter a vaga no G-6), mas não deu.


Se o G-4 escapou novamente, pelo menos permanecemos numa posição estratégica que nos habilita a continuar brigando por posições lá na frente. Com o time que temos e com o padrão de jogo estabelecido, temos chances reais de repetir o feito da temporada passada quando conseguimos a vaga para a Liberta no último jogo.


Pra continuar subindo! Foco já voltado para o Atlético-PR,
 adversário da próxima rodada do Brasileirão! 
A partida contra o CAP começou movimentada com as duas equipes tentando explorar os lançamentos. Porém, com muitos erros de passes e baixa qualidade técnica, principalmente do visitante que mostrava dificuldades de adaptação à velocidade da bola no piso sintético. Já os donos da casa, tomaram a iniciativa, forçaram as jogadas em cima de Emerson (improvisado na lateral), mas pecavam nos arremates. O Furacão andou ameaçando o gol de Jefferson mas nada tão incisivo que exigisse defesas mirabolantes do arqueiro.

Mais cauteloso do que de costume, o Bota tentava encaixar um contra-ataque mas mostrava um descompasso irritante entre suas linhas. Numas das raras chances no primeiro tempo, Roger recebeu na entrada da área, pegou de primeira mas chutou para fora com perigo.

Depois do intervalo, as equipes retornaram sem novidades e pouca coisa mudou em relação às propostas de jogo. A posse de bola seguia com o Furacão enquanto o Botafogo era mais incisivo. Lembro de uma boa chance em que Pimpão ajeitou para Matheus Fernandes dentro do área e, precipitado, o meia isolou a bola por cima do travessão. Posteriormente (31'), Guilherme, que havia entrado na vaga de Roger, desviou cruzamento e a bola passou pela área sem que ninguém chegasse a tempo para o arremate. Pouco depois, o Atlético compareceu com perigo num chute forte de Nikão que Jefferson defendeu parcialmente. No rebote, Ederson teve a chance de finalizar mas foi travado por Victor Luís.

Emerson Santos foi expulso aos 39 minutos e mesmo com um a menos, o Bota teve a chance de vitória nas mãos. Guilherme puxou um contra-ataque aos 47 minutos, cortou para o meio na sua jogada característica e chutou forte rente à trave com perigo.

Darounco, o árbitro da partida, carregou em cima do Bota. Além da expulsão de Emerson, amarelou Joel Carli, Pimpão, Igor Rabello que cumprem suspensão contra o Atlético-GO, além de Jefferson por suposta cera.


Tabela atualizada após a 11a. rodada do Brasileirão. O Bota
caiu para a 10a. posição com 15 pontos (SporTV)
A vitória não veio mas somamos mais um ponto. Chegamos aos 23 e ocupamos agora a sétima posição embolados com Sport em quinto (24), Palmeiras em sexto (23) e Cruzeiro (22) em oitavo.

O aproveitamento do Bota que era de 52% passou para 51% com seis vitórias (quatro em casa e duas fora), cinco empates (dois em casa e três fora) e quatro derrotas (uma em casa e três fora).

No confronto direto pelo Brasileirão o Botafogo leva ampla vantagem. Em seis partidas, foram quatro vitórias do Fogão, um empate e uma vitória do Dragão. Os botafoguenses marcaram 12 gols e sofreram seis.

O Glorioso vem de uma sequência invicta nos últimos cinco jogos com três vitórias (uma pela Libertadores sobre o Nacional-URU e duas outras pelo BR contra Flu e Sport) e dois empates (contra o Galo e CAP) enquanto o Rubro-negro Goiano faz campanha irregular e ocupa a última colocação na tabela. Somou apenas 8 pontos, vem de dois empates e três derrotas nos últimos cinco jogos e demitiu o técnico Doriva no meio da semana.


Veja a o que já foi e o que ainda está por vir para o Botafogo no mês de julho:

02/07 - CAMPEONATO BRASILEIRO (16:00)
COR 1×0 BOT

06/07 - TAÇA LIBERTADORES (21:45)
NAC 0×1 BOT

09/07 - CAMPEONATO BRASILEIRO (19:15)
BOT 1×1 CAM

12/07 - CAMPEONATO BRASILEIRO (21:00)
FLU 0×1 BOT

17/07 - CAMPEONATO BRASILEIRO (20:00)
BOT 2×1 SPO

20/07 - CAMPEONATO BRASILEIRO (19:30)
CAP 0×0 BOT

23/07 - CAMPEONATO BRASILEIRO (19:00)
ACG×BOT

26/07 - COPA DO BRASIL (19:30)
BOT×CAM

29/07 - CAMPEONATO BRASILEIRO (16:00)
BOT×SAO


Clique e veja a tabela completa com todas as rodadas até o fim do Brasileirão: TABELA DO BRASILEIRÃO 2017 (JOGOS DO BOTAFOGO)


Com as ocorrências do jogo, parte da delegação voltou ao Rio - os quatro suspensos (Carli, Rabello, Emerson e Pimpão) mais Lindoso e Roger que serão preservados para o embate contra o Galo, dia 26, no Nilton Santos,  pela Copa do Brasil. O restante seguiu para Goiânia onde enfrentam o Atlético Goianiense neste domingo. Para completar o grupo, Jair convocou os zagueiros Kanu e Emerson Silva, o lateral-direito Fernando, os meio-campistas Wenderson e Fernandes e o atacante Lucas Campos que foram do Rio direto para Goiânia. Alguns deles, como Kanu e Lucas, sequer vinham treinando com os profissionais.

Sem tempo para treinamentos específicos e com uma série inédita de desfalques, Jair irá montar uma equipe baseada na espinha dorsal disponível no momento. Jogadores como Jefferson, Victor Luis, Matheus Fernandes, Bruno Silva e João Paulo estão confirmados no time.

Também é certo que, sem poder contar com Arnaldo contundido e a suspensão de Emerson que jogou improvisado em Curitiba, Luis Ricardo inicia a partida depois de ter voltado contra o Sport e descansado contra o CAP. O mesmo deve acontecer com o meia-atacante Marcos Vinícius que foi o destaque no clássico contra o Flu, não foi bem contra o Sport e ficou no banco contra o Furacão.


FICHA TÉCNICA
ATLÉTICO-GO X BOTAFOGO-RJ


Local: Estádio Olímpico, em Goiânia (GO)
Data: 23 de julho de 2017 (Domingo)
Horário: 19h (de Brasília)

Árbitro: Caio Max Augusto Vieira (RN)
Assistentes: Flávio Gomes Barroca (RN) e Vinicius Melo de Lima (RN)

ATLÉTICO-GO:
Kléver, André Castro, Gilvan, Roger Carvalho e Bruno Pacheco; Marcão Silva, Igor, Paulinho e Jorginho; Niltinho e Walter
Técnico: João Paulo Sanches

BOTAFOGO: Jefferson, Luis Ricardo, Marcelo, Emerson Silva e Víctor Luís; Gilson (Dudu Cearense ou Fernandes), Bruno Silva, Matheus Fernandes e João Paulo; Guilherme e Marcos Vinícius
Técnico: Jair Ventura

Saudações a todos e fiquem à vontade para comentar.


 Por @FelipaoBfr/Botafogodeprimeira.com

quinta-feira, 20 de julho de 2017

JOGOS AO VIVO: ATLÉTICO-GO x BOTAFOGO e RODADA COMPLETA


Programação de hoje: 



Os canais mostram a programação normal e os jogos anunciados só entram próximo do seu início.

1. Clique no link dos canais.

2. Feche as janelas de propaganda clicando no [X] e assista.

3. Se estiver no horário do jogo e na programação constar AGUARDE, clique em Atualizar Programação.

4. Se o canal pausar, reinicie a página.

*Mantenha seu anti-virus atualizado, pois os canais de futebol grátis geralmente são mais vulneráveis a ataques. 

Baixe agora o App BotafogoDePrimeira para seu celular e fique por dentro das últimas notícias do Fogão, sem custos, em: http://app.vc/botafogodeprimeira?

Link alternativo: http://felipaodf.blogspot.com.br/p/blog-page_8.h















quarta-feira, 19 de julho de 2017

Depois da boa vitória em casa sobre o Sport, o Botafogo visita o CAP para manter a vaga no G-6





Pra continuar subindo! Foco já voltado para o Atlético-PR,
 adversário da próxima rodada do Brasileirão! 

(Botafogo de Futebol e Regatas)
Na noite de segunda-feira, Botafogo e Sport fecharam a 14a. rodada do Campeonato Brasileiro em grande estilo. Os adversários fizeram um jogo movimentado no Nilton Santos que valia vaga no G-6. No final, quem se deu melhor foi o Glorioso que venceu o jogo e conquistou o objetivo.

O Alvinegro abriu o placar no primeiro minuto de jogo em cabeçada de Lindoso, sofreu o empate com Rithely antes mesmo dos dez minutos e no final, saiu vitorioso com Guilherme marcando aos 24' do segundo tempo. Com a vitória, o Alvinegro tomou a sexta posição do oponente e ainda interrompeu a sequência de bons resultados dos comandados de Luxemburgo que vinham de um empate e quatro vitórias nos últimos cinco jogos.


No post de pré-jogo falávamos da missão do Botafogo na partida: vencer em casa, alcançar o G-6 e ultrapassar um concorrente direto na disputa por posições. Veja os detalhes: Hoje tem Botafogo contra o Sport no Niltão. Em disputa, uma vaga no G-6 da competição...


Sem tempo para comemorações, o grupo voltou a se reunir na terça-feira para um trabalho regenerativo e na quarta para um treino leve no campo anexo do N. Santos. No meio da tarde, a delegação partiu para Curitiba onde enfrenta o Atlético Paranaense em jogo programado para às 21h desta quinta-feira, na Arena da Baixada, em complemento a 15a. rodada do Brasileirão iniciada ontem.

Nesse ínterim, o meia Camilo (31), com bons serviços prestados ao clube na temporada passada quando ajudou o time a conquistar uma vaga na Libertadores e que havia perdido a condição de titular esse ano em razão da concorrência e seguidas contusões, resolveu se transferir para o Internacional em definitivo mediante acordo amigável com o Botafogo que recebe o atacante Brenner (24) por empréstimo até o final de 2018. O Alvinegro permanece com 50% dos direitos sobre o meia e 20% do atacante em futuras negociações.

O Glorioso vem de uma boa sequência de resultados neste mês de julho com três vitórias (uma pela Libertadores sobre o Nacional-URU e duas outras pelo BR contra Flu e Sport) e um empate (contra o Galo) nos últimos quatro jogos enquanto o Furacão faz campanha irregular no Campeonato Brasileiro com uma vitória (sobre o Vitória), dois empates (Chape e Corinthians) e duas derrotas (SP e Cruzeiro). O time paranaense ocupa a 15a. posição com 16 pontos à beira do Z-4.


Veja a o que já foi e o que ainda está por vir no mês de julho:

02/07 - CAMPEONATO BRASILEIRO (16:00)
COR 1×0 BOT

06/07 - TAÇA LIBERTADORES (21:45)
NAC 0×1 BOT

09/07 - CAMPEONATO BRASILEIRO (19:15)
BOT 1×1 CAM

12/07 - CAMPEONATO BRASILEIRO (21:00)
FLU 0×1 BOT

17/07 - CAMPEONATO BRASILEIRO (20:00)
BOT 2×1 SPO

20/07 - CAMPEONATO BRASILEIRO (19:30)
CAP×BOT

23/07 - CAMPEONATO BRASILEIRO (19:00)
ACG×BOT

26/07 - COPA DO BRASIL (19:30)
BOT×CAM

29/07 - CAMPEONATO BRASILEIRO (16:00)
BOT×SAO


Clique e veja a tabela completa com todas as rodadas até o fim do Brasileirão: TABELA DO BRASILEIRÃO 2017 (JOGOS DO BOTAFOGO)


Desempenho do volante Rodrigo Lindoso, um dos destaques
 da partida (Arte: FutAnalysis)
A partida contra o Sport começou em ritmo acelerado. Talvez empolgado por jogar em casa diante da torcida (mais de 17 mil compareceram ao Niltão), o Botafogo foi para cima do adversário e abriu o placar no primeiro minuto de jogo. Em cobrança de falta ensaiada, Gilson chuveirou na área, Joel Carli escorou de cabeça e Rodrigo Lindoso só teve o trabalho de colocar a pelota na rede. Antes de entrar, a bola ainda tocou nas costas de Roger em posição irregular mas o juiz ignorou.

Bem postado em campo, não demorou muito para que o Leão pernambucano chegasse ao empate utilizando as mesmas armas do Bota. Em cobrança de falta pelo alto, Durval foi servido na área, dominou a bola com categoria e chutou forte para a defesa parcial de Jefferson. No rebote, Rithely finalizou para a rede igualando o placar em 1 a 1.

Pouco depois, lembrando o fantasma que assombra a lateral-direita do time, Arnaldo sentiu uma fisgada na coxa e deixou o campo. Em seu lugar Jair promoveu a volta de Luis Ricardo depois do lateral ficar dez meses fora por lesão. Ainda receoso e fora de ritmo, o jogador mostrou a velha categoria, fez um jogo seguro e foi muito aplaudido pela torcida na entrada, durante e ao final do jogo.

Com a igualdade no placar, a partida continuou a ser disputada em alto nível e a busca pela vantagem se intensificou no meio de campo. Comprovando a boa fase e com lances de categoria de Diego Souza, o Leão do Norte teve mais posse de bola e passou a ameaçar a meta defendida por Jefferson. Ao Botafogo, restava sair nos contra-ataques mas teve as suas ações dificultadas pela marcação alta do adversário.


Tabela atualizada após a 14a. rodada. O Botafogo venceu o
 Sport e assumiu a 6a. posição (Arte: 
FoxSports)
Sem saída de bola eficiente, o Glorioso ficou sem a sua válvula de escape preferida já que Marcos Vinicius, muito marcado, não conseguia repetir o desempenho demonstrado contra o Flu quando foi o destaque da partida. Na última oportunidade que teve na etapa inicial, o meia recebeu passe de Roger na entrada da área mas chutou forte sobre o travessão.

No segundo tempo, o Sport voltou melhor e permaneceu tendo o domínio da partida, principalmente pela boa marcação da saída de bola adversária. Só que foi o Botafogo quem criou a primeira boa chance, aos nove minutos. João Paulo cobrou falta, a bola desviou na barreira e obrigou Agenor a fazer grande defesa.

Porém, com a entrada do atacante Guilherme na vaga de Marcos Vinícius, o Bota se ajustou, retomou o controle da partida e quase chegou ao segundo gol em bola cabeceada por Rodrigo Pimpão que Agenor defendeu (22'). Mas aos 24' não teve jeito. Guilherme foi lançado na área e chutou cruzado e ampliar o placar.

O jogo ganhou em emoção com chances criadas de lado a lado. O Sport veio pra cima e o Bota aproveitando os espaços para contra-atacar. Foi assim aos 29' quando João Paulo recebeu passe de Roger, dominou no peito e, sem deixar a bola cair, finalizou no travessão. Faltando pouco mais de dez minutos, o Bota preferiu recuar o time e administrou o resultado até o final.


O Atlético-PR leva vantagem sobre o Botafogo, mas será que
esses números interferem dentro de campo? (Canal Premier)
Já no duelo entre os dois adversários da rodada, o CAP leva uma pequena vantagem sobre o Glorioso. São 9 vitórias contra 14 dos cariocas e cinco empates. Na disputa, foram marcados 52 gols pelos rubro-negros paranaenses contra 51 dos alvinegros cariocas.

Com a vitória sobre o Sport, o aproveitamento do Bota que era de 48% passou para 52% com seis vitórias (quatro em casa e duas fora), quatro empates (dois em casa e dois fora) e quatro derrotas (uma em casa e três fora).

Sem tempo para treinamentos específicos, parece obvio quer Jair irá repetir a equipe que fez mais um bom jogo no Nilton Santos. Bruno Silva treinou com o grupo e está à disposição do técnico assim como Victor Luis que cumpriu suspensão. O meia deve voltar na vaga ocupada por Marcos Vinícius e Victor na de Gilson.

Com as ausências confirmadas do goleiro Gatito que continua se recuperando do corte no joelho sofrido contra o Nacional, e Arnaldo que sentiu a coxa contra o Sport, Jefferson está confirmado no gol alvinegro e Luis Ricardo na lateral, apesar do desgaste do último jogo.

Quanto ao meia Leo Valencia, o jogador assinou contrato com o clube, posou com a camisa do Botafogo ao lado do Presidente, vem treinando normalmente com o grupo mas ainda não teve seu nome publicado no BID que lhe daria condição de jogo. Quem sabe, para o próximo contra o Atlético Goianiense, dia 23, pelo Brasileirão?


FICHA TÉCNICA
ATLÉTICO-PR X BOTAFOGO


Local: Arena da Baixada, em Curitiba (PR)
Data: 20 de julho de 2017 (Quinta-feira)
Horário: 21 horas (de Brasília)

Árbitro: Anderson Daronco (Fifa-RS)
Assistentes: Rafael da Silva Alves (RS) e Elio Nepomuceno de Andrade Junior (RS)

ATLÉTICO-PR:
Weverton; Jonathan, Thiago Heleno, Wanderson (Paulo André) e Sidcley; Otávio, Eduardo Henrique e Cascardo (Nikão); Pablo e Douglas Coutinho
Técnico: Fabiano Soares

BOTAFOGO:
Jefferson, Luis Ricardo, Joel Carli, Igor Rabello e Víctor Luís; Rodrigo Lindoso, Bruno Silva, Matheus Fernandes e João Paulo; Rodrigo Pimpão e Roger
Técnico: Jair Ventura

Saudações a todos e fiquem à vontade para comentar.


Por @FelipaoBfr/Botafogodeprimeira.com

segunda-feira, 17 de julho de 2017

Hoje tem Botafogo contra o Sport no Niltão. Em disputa, uma vaga no G-6 da competição





Segunda-feira é dia de Fogão! E sócio-torcedor pode convidar
5 mulheres com a camisa do Botafogo! Bota lotar o 

Nilton Santos? (BotafogoOficial)
Botafogo e Sport fecham a 14a. rodada do Campeonato Brasileiro em jogo programado para às 20 h desta segunda-feira no Estádio Nilton Santos. Com os resultados do fim de semana, o Botafogo caiu para a 11a. posição e tenta, com uma vitória em casa hoje, tomar a posição do oponente que ocupa a sexta posição na tabela com 21 pontos.

O Botafogo vem de uma boa vitória no clássico contra o Fluminense a quem venceu na quarta-feira, por 1 a 0, no Maracanã enquanto o Sport acumula quatro vitórias em sequência e um empate nos últimos cinco jogos. A última delas, sobre a Chape por 3 a 0, na quinta-feira, na Arena Pernambuco.

Com a vitória no clássico carioca, o Glorioso deu fim à sequência de três jogos sem vitórias e se manteve entre os dez primeiros colocados - antes do início dessa rodada. Uma posição ainda distante dos líderes da competição mas com boas possibilidades de voltar à zona de classificação da Liberta com uma vitória.

No post de pré-jogo contra o Galo, exaltamos a volta do goleiro Jefferson ao time titular do Botafogo depois de 14 meses fora e mostrávamos contentamento pela sua permanência contra o Flu depois da atuação magistral que teve na sua volta. Veja os detalhes: Depois da volta triunfal contra o Galo, Jefferson está confirmado para o confronto contra o Flu noMaracanã...


Roger marcou o gol da vitória contra o Fluminense e já é o
 artilheiro do Botafogo no campeonato (Arte FoxSports)
Para resumir o que foi aquele jogo, essa seria a manchete: Em noite de Marcos Vinicius, Roger marca e dá vitória ao Glorioso contra o Flu.

O Fluminense começou o jogo tentando sufocar o Botafogo e conseguiu abusando das bolas alçadas na área, pelo menos nos primeiros 15 minutos. Porém, bem postado em campo, o Alvinegro conseguiu equilibrar o jogo, inverteu a posse de bola e aproveitou a onda para abrir o placar aos 38 minutos do 1º/T com Roger escorando de cabeça uma cobrança de escanteio bem executada por João Paulo.

Se Jefferson foi o destaque da partida contra o Galo, dessa vez quem roubou a cena foi o meia-atacante Marcos Vinícius que começara a partida como titular pela primeira vez desde que chegou ao clube na troca por Sassá com o Cruzeiro.

Com personalidade invejável, mostrou bom entrosamento com o grupo e intimidade com a função atribuída a ele por Jair (a de um meia que pisa na área). O ex-cruzeirense protagonizou as melhores chances de gol da partida. Algumas delas salvas pelo goleiro Julio Cesar e outra pela trave. Na primeira o meia-atacante pegou rebote dentro da área e chutou forte de primeira com a bola estourando em cima do goleiro. Aos 26', arriscou de fora da área e acertou a trave tricolor. Aos 35', Rodrigo Pimpão o lançou na área, MV10  matou a bola com estilo e chutou forte para grande defesa de Julio Cesar. Três minutos depois o goleiro tricolor não conseguiu salvar o time. Após cobrança de escanteio, Roger cabeceou e colocou a bola na rede.


Tabela atualizada após a 14a. rodada faltando o jogo entre
Botafogo x Sport nesta segunda-feira, no Nilton Santos
 (Arte: SporTV)
O Bota segurou a vantagem no primeiro tempo e veio seguro para o segundo. Não deu espaços para ao adversário nem passou sustos como em jornadas anteriores. Teve chances de ampliar a vantagem com Pimpão e depois com Victor Luís em cobrança de falta. O Flu só assustou aos 32' com Matheus Alessandro cabeceando na trave e Scarpa cobrando falta aos 35'.

Como resposta, em contra-ataque rápido, Guilherme chutou cruzado e acertou a trave tricolor. No rebote, Pimpão chegou a colocar a bola na rede mas o árbitro já havia parado o lance marcando falta de Camilo. E assim foi até o final.

No batidão de jogos e viagens dos últimos 40 dias, o time arrancou um empate heroico por 1 a 1 nos acréscimos contra o Atlético-MG e venceu o clássico contra o Fluminense na última rodada. A maior preocupação de Jair Ventura nesse momento é o desgaste físico da equipe e o elenco curto à disposição. O técnico vem se desdobrando para contornar esse problema que se agrava com as lesões. Foi assim no último jogo quando promoveu a entrada de Marcos Vinícius na vaga deixada por Bruno Silva, quando lançou o meia mais à frente e deslocou o eclético João Paulo para fechar a lateral pela direita.


Veja a o que já foi e o que ainda está por vir no mês de julho:

02/07 - CAMPEONATO BRASILEIRO (16:00)
COR 1×0 BOT

06/07 - TAÇA LIBERTADORES (21:45)
NAC 0×1 BOT

09/07 - CAMPEONATO BRASILEIRO (19:15)
BOT 1×1 CAM

12/07 - CAMPEONATO BRASILEIRO (21:00)
FLU 0×1 BOT

17/07 - CAMPEONATO BRASILEIRO (20:00)
BOT 2×1 SPO

20/07 - CAMPEONATO BRASILEIRO (19:30)
CAP×BOT

23/07 - CAMPEONATO BRASILEIRO (16:00)
ACG×BOT

26/07 - COPA DO BRASIL (19:30)
BOT×CAM

29/07 - CAMPEONATO BRASILEIRO (16:00)
BOT×SAO


Vantagem Alvinegra no confronto direto no Brasileiro. E aí,
quem leva a melhor na segunda-feira? #oMelhorTimeÉoSeu
Sem tempo para treinamentos específicos, parece obvio quer Jair irá repetir a equipe que fez um jogo seguro contra o Fluminense apesar da ausência de Bruno Silva - um dos principais jogadores dessa campanha. Gilson deve entrar na vaga deixada por Victor Luis que cumpre suspensão.

A disputa entre as equipes no Brasileirão apresenta uma leve supremacia do Glorioso sobre o Rubro-negro pernambucano com sete empates e 11 vitórias para os cariocas contra nove dos pernambucanos. Na disputa, foram marcados 35 gols pelos artilheiros botafoguenses contra 32 dos leoninos.

Com a vitória no clássico de meia de semana, o aproveitamento do alvinegro carioca subiu de 44 para 48% com cinco vitórias (três em casa e duas fora), quatro empates (dois fora e dois em casa) e quatro derrotas (três fora e uma em casa).


Clique e veja a tabela completa com todas as rodadas até o fim do Brasileirão: TABELA DO BRASILEIRÃO 2017 (JOGOS DO BOTAFOGO)


Como informado, para a partida desta segunda, o Botafogo não poderá contar com Victor Luis (suspenso), Bruno Silva (lesionado) e Gatito Fernandez que continua se recuperando de um corte no joelho. Com isso, Jefferson permanece no gol enquanto Gilson e Marcos Vinícius despontam como favoritos para começarem a partida. O meia, inclusive, iniciou contra o Fluminense, foi um dos destaques da partida e deve ter uma sequência como titular do time. Outro ponto de destaque na partida contra o Flu, que veio de encontro às expectativas da torcida, foi o fato de Jair ter promovido a volta de Igor Rabello ao time na vaga antes ocupada por Emerson Silva que foi muito mal nas duas últimas partidas e tornou instável o setor mais ajustado da equipe.

Pelo lado do Sport, Luxemburgo não poderá contar com o goleiro Magrão e o atacante Osvaldo, lesionados e o zagueiro Ronaldo Alves que cumpre suspensão. Agenor entra no gol e Diego Souza deve ser o substituto de Osvaldo.

Quanto ao meia Leo Valencia, o jogador assinou contrato com o clube, posou com a camisa do Botafogo ao lado do Presidente, treinou com o grupo no último sábado mas ainda não teve seu nome publicado no BID que lhe daria condição de jogo. Quem sabe, para o próximo jogo contra o CAP, dia 20, pelo Brasileirão?


FICHA TÉCNICA
BOTAFOGO X SPORT

Local: Estádio Nilton Santos – Rio de Janeiro
Data: 17 de julho de 2017
Horário: 20h

Árbitro: Ricardo Marques Ribeiro – MG (FIFA)
Assistente: Guilherme Dias Camilo – MG (FIFA) e Pablo Almeida da Costa – MG (CBF)

BOTAFOGO: Jefferson, Arnaldo, Joel Carli, Igor Rabello e Gilson; Rodrigo Lindoso, Matheus Fernandes e João Paulo; Marcos Vinícius, Rodrigo Pimpão e Roger
Técnico: Jair Ventura

SPORT: Agenor, Samuel Xavier, Ronaldo Alves, Durval e Mena(Sander); Patrick, Rithely, Everton Felipe e Diego Souza; Rogério(Mena) e André
Técnico: Vanderlei Luxemburgo


Saudações a todos e fiquem à vontade para comentar.


Por @FelipaoBfr/Botafogodeprimeira.com